quinta-feira, 19 de maio de 2011

Empresa antecipou iPad em 1994

Protótipo de tablet da Knight Ridder tinha formato similar ao do iPad, mas a empresa não previu as lojas de aplicativos e nem a universalização do acesso à internet.

Um estudo sobre o futuro dos jornais feito em 1994 pela empresa americana Knight-Ridder antecipou alguns dos conceitos que fazem sucesso nos tablets atuais, como o iPad.
Um vídeo da empresa (confira na próxima página) descreve um e-reader para jornais digitais que já trazia muitas das características desses dispositivos móveis.

Nos anos 70, a Knight-Ridder chegou a ser a maior editora de jornais dos Estados Unidos. Na década passada, entrou em decadência e acabou sendo vendida a outro grupo em 2006.

Em 1992, quando ainda era bastante poderosa, a empresa montou um laboratório dedicado a pensar no futuro dos jornais, o Information Design Lab (IDL). Foi lá, ao pé das Montanhas Rochosas do Colorado, que um grupo de estudiosos descreveu o que eles viam como o jornal do futuro.

Roger Fidler, diretor do IDL, diz, na apresentação, que o jornal do futuro deveria ter vídeos, gráficos e anúncios interativos.

O leitor tocaria neles para obter visualizações diferentes, como acontece em muitas publicações atuais para iPad.

Mas era preciso usar uma caneta para interagir com o tablet da Knight-Ridder, como no Newton, o fracassado assistente pessoal da Apple anunciado no ano anterior.

Naquela época, as telas de cristal líquido ainda não tinham sensibilidade suficiente para permitir interação direta com os dedos.

O vídeo também previa que, no futuro, as pessoas ainda usariam computadores para criar conteúdo, mas poderiam usar tablets para consumir informação, como vem acontecendo.

É bom lembrar que os primeiros tablets como formato atual só apareceram no final de 2002, quando a Microsoft lançou o Windows XP Tablet PC Edition. E esses dispositivos da primeira geração nunca fizeram sucesso. Como sabemos, esse formato de computador só decolou no ano passado, depois que a Apple começou a vender o iPad.

Em 1994, a Knight Ridder não teve como prever que a internet se tornaria tão grande e importante.

Assim, o tablet idealizado por ela não tinha funções de comunicação interpessoal e dependia de cartões de memória para a transferência de conteúdo. Foi preciso esperar mais 16 anos até que a tecnologia para um tablet realmente prático estivesse disponível.

video


Fonte: http://info.abril.com.br/

Ministro dará aula inaugural da Unilab

O ministro da Educação, Fernando Haddad, acertou com o secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado, René Barreira, presença, dia 25 próximo, no Ceará. Ele vem dar a aula inaugural da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unuilab), que passa a funcionar no município de Redenção (Região Metropolitana de Fortaleza).

Segundo o reitor Paulo Speller, a Unilab, em seu primeiro ano, terá 350 alunos, oriundos do Brasil e de outros países de língua portuguesa como Portugal, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Moçambique e Timor-Leste.

Um grupo de parlamentares tendo à frente o senador Inácio Arruda (PCdioB), que foi relator da criação da universidade no Senado, e os deputados federais Eudes Xavier (PT) e Mauro Benevides (PMDB) prestigiará a instalação da Unilab.


Fonte: http://blog.opovo.com.br/blogdoeliomar/

Amostra Tecnológica de Itapajé



Amostra tecnológica de cunho social visando o ensino gratuito de software livres como GIMP, Sistemas Operacionais Linux, BrOffice, Redes Sociais e noções básicas de Hardware.


Faça sua inscrição:
  • Apostilas
  • Distribuição de Software Livres.
E o melhor tudo de graça.

Apoio: Instituto de Tecnologia, Inovação e Cultura Digital - I TIC Digital


video

Pesquisar este blog